Mais de 6 mil manifestantes ocupam ruas de Aracaju pelo Fora Bolsonaro

551

Brasileiros em 400 cidades se levantam em protestos pelo Fora Bolsonaro

Escrito por Iracema Corso – CUT/Sergipe

“Vacina no Braço, comida no prato, fora Bolsonaro, fora Bolsonaro!”, cantaram várias vozes reunidas em marcha neste sábado no protesto internacional #19JForaBolsonaro , realizado em mais de 400 cidades brasileiras e fora do Brasil também. Em Aracaju, a manifestação que levou mais de 6 mil manifestantes para as ruas partiu em marcha da Pça da Bandeira e percorreu as ruas do Centro até a Pça dos Mercados Municipais.

Em defesa da vacina para todos, do auxílio emergencial no valor de R$ 600, contra a reforma administrativa e contra as privatizações, Sergipe construiu uma enorme manifestação. Além de Aracaju, aconteceram atos pelo Fora Bolsonaro em Capela e Itabaiana. O movimento sindical e social que tomou avenidas viajou de todos os municípios sergipanos para ocupar as ruas da capital aracajuana neste protesto.

A vice-presidenta da CUT Sergipe, Ivonia Ferreira, viajou de Estância para participar do ato e durante o protesto encontrou companheiros de vários municípios sergipanos. “É bonito ver a juventude que veio para o ato. Faço um apelo para que esta juventude não perca a esperança de lutar. Vamos juntos pra rua pelo fora Bolsonaro e em breve a vitoria chegará. A companheirada entendeu que o momento é de ocuparmos as ruas com segurança, com distanciamento, de máscara. Na rua, na luta, na guerra, contra o genocida deste País, vamos companheiros, balancem as bandeiras, e vamos nesta luta pelo Fora Bolsonaro!”, agitou Ivonia Ferreira.

Dirigente do Sindiserve Glória e Presidenta da Federação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal (FETAM), Itanamara Guedes afirmou que é hora de lutar e de resistir em defesa da vida. “Sim à vacina, sim ao auxílio emergencial de R$600, sim queremos saúde de qualidade, sim queremos comida no prato. É por isso que estamos nas ruas. Nós não aguentamos mais o caos que vive o País. Nós não aguentamos mais o desgoverno de Bolsonaro. Não aguentamos mais que nossos jovens negros da periferia sejam assassinados com ‘bala perdida’. Não é bala perdida é bala achada.  Estamos nas ruas porque nós queremos viver. Bolsonaro, pare de matar o povo brasileiro. São mais de 500 mil vidas que são perdidas”.

A presidenta da FETAM falou sobre a dor de tantas famílias brasileiras que perderam seus entes, filhos, mães, pais, amigos para a Covid. “Essas pessoas poderiam estar vivas e não estão porque Bolsonaro decidiu matar o povo. Ele tem medo do povo na rua. Este mesmo governo esqueceu de vocês, taxistas, que são transporte, serviço essencial, e não estão no plano de priorização da vacina. Este governo agiu descaradamente para matar nós, mulheres, para matar o pobre. Mas contra Bolsonaro se levanta o pobre, se levanta a juventude, se levanta  o trabalhador do campo e da cidade. O Brasil é nosso e quem vai cair fora é Bolsonaro, por isso Fora Bolsonaro!”, afirmou Itanamara.

Fora Bolsonaro para Salvar o Brasil

Com quase meio milhão de brasileiros mortos por Covid e a destruição do País em curso, inclusive com a Privatização da Eletrobrás aprovada no Congresso Nacional, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/Sergipe), Roberto Silva afirmou que a luta pelo Fora Bolsonaro é urgente e só por isso as avenidas estão repletas de manifestantes em plena pandemia.

“Fora Bolsonaro, o governo da morte que está matando o povo brasileiro. Está matando de Covid porque não comprou vacina. Está matando de fome, porque o povo não tem emprego. Fora Bolsonaro para salvar o Brasil. Em defesa do Brasil, é fora Bolsonaro!”, declarou Roberto Silva, presidente da CUT Sergipe.