Tribunal de Contas: Magistério faz nova vigília no dia 15

336

A sessão do pleno que teria acontecido nesta quarta, ocorrerá na quinta, dia 15

Representação de professores de todas as regiões estiveram em frente ao Tribunal de Contas do Estado de Sergipe para vigília com objetivo de acompanhar a sessão do pleno que discutiria o pedido do Sintese de esclarecimento da corte de contas que não há impedimento legal para a aplicação da revisão do piso na carreira do magistério.

A vigília foi marcada após audiência, na segunda dia 05, com o conselheiro Carlos Alberto Sobral. Por conta do feriado do dia 08 a sessão do pleno seria antecipada para esta quarta, 07, mas não foi o que ocorreu.

A partir de informações prestadas a presidenta do SINTESE pela assessoria do conselheiro, Carlos Alberto, a sessão acontecerá na próxima quinta e o pleito do sindicato está na pauta.

“É necessário que o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe deixe explícito para os prefeitos e governador que a Lei Complementar 173 não impede a revisão do piso na carreira do magistério, da mesma forma que autoriza a revisão inflacionária dos demais servidores públicos, a sessão não aconteceu hoje, mas na próxima quinta, estaremos aqui em vigília”, afirma a presidente do SINTESE, Ivonete Cruz.

Lei Complementar 173 não impede revisão inflacionária nem revisão do piso na carreira

Desde a promulgação da Lei Complementar 173, em 2020, que o SINTESE tem batido na tecla de que não há impedimento para revisão inflacionária para os demais servidores e a revisão do piso na carreira para o magistério e por isso o direito deve ser assegurado.