Dilma Rousseff abre ciclo de debates de formação

45

Contraf-CUT, em parceria com o Instituto Lula e as demais entidades que fazem parte da Campanha Tributar os Super-ricos, realizará 10 encontros, com diversos especialistas, para refletir sobre desigualdade social, as transformações da sociedade contemporânea e os desafios a serem enfrentados para a mudança

A ex-presidenta Dilma Rousseff é a convidada para o primeiro encontro, na terça-feira (13), a partir das 19h30, do Ciclo de Debates “Desenvolvimento, Novas Desigualdades e Justiça Fiscal no Brasil”, que será composto por 10 encontros e contará com a contribuição de diversos especialistas.

“A tributação no Brasil atinge, proporcionalmente, muito mais os mais pobres do que os mais ricos. Isso é um dos motivos que fazem com que a desigualdade socioeconômica não apenas persista, mas se aprofunde e crie obstáculos para o desenvolvimento econômico sustentável e distributivo. Queremos mostrar isso de forma clara e direta para ajudar os participantes a entender isso e, desta forma, conseguir retransmitir tais informações aos seus grupos de influência”, explicou o secretário de Assuntos Socioeconômicos da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), uma das entidades coordenadoras da Campanha Tributar os Super-ricos, que, em parceria com o Instituto Lula, promoverá o ciclo de debates.

Além da abertura com a ex-presidenta Dilma, o ciclo terá três blocos, com dez encontros sempre às terças-feiras, às 19h30.

No primeiro bloco (20 e 27/07 e 03/08), serão trabalhados temas sobre fundamentos da desigualdade. No dia 20 de julho o diretor-presidente do Instituto Cidades Sustentáveis, Jorge Abrahão, e a economista Juliane Furno contribuirão com a reflexão sobre “Desigualdade e Distribuição de Renda no Brasil”. No dia 27, será a vez do economista e diretor do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (Cesit) do Instituto de Economia da Unicamp, Denis Maracci Gimenez, e do Professor do Instituto de Economia da UFRJ, Eduardo Costa Pinto, darem sua contribuição para a reflexão sobre “Estado e Desenvolvimento no Brasil”. As reflexões do último encontro do primeiro bloco serão sobre “Tributação e desigualdade no Brasil”, que ficarão a cargo do Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil, Paulo Gil Holck Introíni, e professora do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, Rosa Chieza.

No segundo bloco, as reflexões vão girar sobre as “Transformações da Sociedade Contemporânea” e o terceiro sobre os “Desafios Imediatos e Estratégicos” (veja abaixo a programação completa).

Inscrições
As inscrições são gratuitas e estão abertas até 18 de julho. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição. As aulas remotas acontecem de 20 de julho a 28 de setembro de 2021 e as transmissões, além do Facebook da Contraf-CUT, serão pelas redes do Instituto Lula, Instituto Justiça Fiscal e campanha Tributar os Super-Ricos.

Além de acompanhar os debates, o participante pode acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), realizar leituras, atividades e, ao final, ter direito a certificação. O curso soma 50 horas de atividades híbridas, sendo 22 horas síncronas e 28 horas assíncronas. Os interessados em obter o certificado devem preencher os formulários de presença e realizar as atividades que devem ser entregues até 18 de outubro.

CRONOGRAMA
13/07 – Encontro de abertura: Dilma Rousseff

Fundamentos da desigualdade
20/07 – Desigualdade e Distribuição de Renda no Brasil: Jorge Abrahão e Juliane Furno
27/07 – Estado e Desenvolvimento no Brasil – Dênis Maracci Gimenez e Eduardo Costa Pinto
03/08 – Tributação e desigualdade no Brasil – Paulo Gil Holck Introíni e Rosa Chieza

Transformações da Sociedade Contemporânea
10/08 – Novos negócios e sociedade de serviços: Cássio da Silva Calvete
17/08 – Mudanças na sociedade do trabalho e na estrutura de classes: Marilane Teixeira e Adalberto Cardoso
24/08 – O aprofundamento das desigualdades: Pedro Abramovay
31/08 – Geopolítica internacional: o que muda com a emergência de novos atores globais?: Elias Jabour e Neusa Bojikian

Desafios Imediatos e Estratégicos
14/09 – O desenvolvimento econômico e social sob novos paradigmas: Cristina Reis e Gabriel Rossini
21/09 – Como superar as desigualdades no Brasil? Roberto Amaral e Regina Camargos
28/09 – Os caminhos e desafios para a justiça tributária: Dão Real Pereira dos Santos e Marina Marinho

(Contraf/CUT, 09/07/2021)