Nota de repúdio: Vereador Urbano respeite os professores e professoras de Riachuelo

367

Os professores e professoras da rede municipal de ensino de Riachuelo vêm por meio desta nota repudiar o posicionamento do vereador Urbano, na tribuna da Câmara de Vereadores, no último dia 22/06/2021. O vereador usou o espaço da Casa para ofender e diminuir os trabalhadores e trabalhadoras que dedicam suas vidas a educação das crianças e jovens de nossa cidade.

Em tom ofensivo o vereador atribuiu os déficits educacionais do município a formação inadequada de professores e professoras. Disse que precisamos de “reciclagem” e que a “educação de Riachuelo está capenga há muitos e muitos anos”.

Vereador Urbano, a sua fala não só deprecia a imagem de professores e professoras da cidade, ela também mostra o total desconhecimento sobre atribuições e responsabilidades de cada um que faz a educação, passando por nós, professores e professoras, por vereadores, como o senhor, por exemplo, e por toda a gestão municipal.

Falamos aqui, sem qualquer sombra de dúvidas, que nós professores e professoras, cumprimos a nossa função de forma exemplar e incansável, dia e noite, seja dentro da sala de aula ou fora dela, como tem mostrado essa pandemia. 

Índices altos na educação não dependem apenas de nós, professores e professoras, porque sim, fazemos nosso trabalho, acordamos cedo; preparamos nossa aula; preparamos materiais; cumprimos com o nosso cronograma programático; chegamos ao absurdo de por vezes tirar dinheiro do nosso próprio bolso (o que não deveria acontecer) para conseguirmos fazer algo ‘diferente’ para nossos estudantes, algo para auxiliar no ensino, pois, como professores, ansiamos por uma aprendizagem plena por parte dos nossos estudantes. Índices altos na educação, melhora nas notas do IDEB, dependem política públicas sérias e continuadas por parte da Gestão Municipal.

Se a educação de Riachuelo anda “capenga há muitos e muitos anos”, como o senhor diz, é por falta de políticas públicas que priorizem a construção de um Plano Municipal de Educação, tendo como norte a Gestão Democrática; é por falta políticas que assegurem a valorização dos profissionais da educação; é por falta de uma política pública municipal que pense na escola não como um depósito de crianças, mas como um espaço de ensino e aprendizagem para a emancipação de sujeitos.

O termo correto para o que o senhor erroneamente chama de “reciclagem” é Formação Continuada. E adivinha de quem é a responsabilidade de garantir formação continuada aos professores e professoras da rede municipal de ensino? Da gestão municipal.

Muito embora os gestores e gestoras que passam por nosso município não costumem cumprir com essa responsabilidade, saiba que nós, professores e professoras, buscamos nossa Formação Continuada seja fazendo uma pós-graduação, participando de cursos on-line ou de espaços, palestra e demais discussões proporcionadas por nosso Sindicato, o SINTESE.

Sim, professores e professoras devem passar por Formação Continuada, vereador. A Formação Continuada deve também ser uma política pública municipal contínua, assim com valorização dos professores, reforma das escolas, compra de materiais didáticos e pedagógicos, entre outros investimentos necessários para a evolução dos índices da educação. E adivinha quem pode elaborar projetos e destinar verbas para tudo isso? A Câmara de Vereadores. Como falamos lá no início, cada um tem sua responsabilidade.

Nós, professores e professoras de Riachuelo, lutamos sempre por uma educação de qualidade social para os filhos e filhas dos trabalhadores, queremos melhorias e damos tudo o que podemos para que isso aconteça. Sendo assim, fica a pergunta que não quer calar: E Vossa Excelência, o que tem feito para melhorar a educação de Riachuelo?

Atualize-se Vereador, cumpra com suas responsabilidades. Aprenda a respeitar os professores e professoras de sua cidade, pois uma nação (ou gestor público) que não respeita o professor e a professora irá respeitar a quem?