Lagarto: após audiência e vigília, gestão vai apresentar proposta para revisão do piso dia 17

370

Na tarde da última quinta, dia 10, integrantes da direção do SINTESE, da coordenação da subsede Centro-Sul e da comissão de negociação de Lagarto se reuniram na Secretaria Municipal de Educação – SEMED com os secretários de Educação, Finanças e o Procurador Geral do município. Na pauta, a atualização do piso do magistério em 33,23%.
Enquanto acontecia a audiência, professoras e professores faziam vigília em frente ao prédio da SEMED.

Os representantes da gestão Hilda Ribeiro iniciaram a audiência alegando dificuldades financeiras para o cumprimento da lei, mas os dirigentes sindicais e a comissão de negociação mostraram que não há qualquer obstáculo financeiro para o cumprimento da Lei 11.738/2008 aplicando a revisão respeitando o plano de carreira do magistério lagartense.

Com isso, a gestão municipal se comprometeu a apresentar uma proposta até às 9h da próxima quinta, dia 17. Uma assembleia está marcada para o mesmo dia, às 10h.

Como afirmou na audiência e nos ofícios que enviou a todos os prefeitos e prefeitas, os professores e professoras não vai aceitar perda de direitos e incorporações com a justificativa de aplicação da atualização do piso. A revisão de 33,23% é lei e deve ser adotada respeitando o plano de carreira atual.

“O magistério de Lagarto tem sofrido nos últimos anos um achatamento absurdo em seus vencimentos e não aceitará qualquer perda de direitos. Estamos mobilizados e preparados para lutar pela atualização de 33,23%”, disse o professor Benizário Júnior, diretor do Departamento de Bases Municipais do SINTESE.

Audiência entre SINTESE e integrantes da administração municipal de Lagarto