Graccho Cardoso: Professores e professoras novamente cobram que prefeito receba a categoria em audiência

281

Mais uma vez, dirigentes do SINTESE e a comissão sindical de Graccho Cardoso estiveram na prefeitura, nesta terça-feira, 15, na tentativa de conseguir marcar audiência com a gestão municipal, que tem a frente o prefeito José Arakém Aragão.

Professores e professoras seguem cobrando que o prefeito atenda seus representantes para tratar sobre atualização do piso salarial de 2022; 1/3 ferial de 2022, além das questões pedagógicas do município.  

Diante do atual cenário, o SINTESE convoca professores e professoras da rede municipal de Graccho Cardoso a participarem de assembleia na próxima quinta-feira, dia 17, às 18h, para traçar encaminhamentos e ações de luta. A assembleia será realizada de forma virtual.

O SINTESE está travando uma árdua luta nas redes municipais e na rede estadual de ensino pela revisão do piso salarial do magistério, que no ano de 2022 é de 33,24%. O Sindicato reivindica que o piso seja revisado sem qualquer perda de direitos para professores e professoras e respeitando a carreira.

É sempre importante lembrar que o piso salarial do magistério é assegurado pela Lei Nacional 11.738, desde 2008. A Lei é explicita ao colocar que professores e professoras da rede pública de todo Brasil devem ter o piso revisado anualmente, sempre em janeiro.

Na luta por valorização e em defesa da revisão do piso, professores e professoras, tanto das redes municipais com da rede estadual, vão aderir a paralisação nacional do magistério público na próxima quarta-feira, dia 16. Em Sergipe professores e professoras farão ato em frente à Assembleia Legislativa, às 8h. Já às 9h a categoria fará uma assembleia para deliberar novas ações de luta.