SINTESE cobra que Seduc pague GATI a professores e professora que ingressaram no integral em 2022

127

SINTESE cobra que Seduc pague GATI a professores e professora que ingressaram no integral em 2022

Professores e professoras da Rede Estadual lotados nas Escolas de Tempo Integral procuraram a Direção do SINTESE para solicitar intervenção do sindicato no sentido de cobrar da Seduc o pagamento imediato da Gratificação de Tempo Integral (GATI). Os profissionais que estão no sem receber esta Gratificação são àqueles que passaram a trabalhar nas Unidades de Ensino de Tempo Integral no ano letivo de 2022.

Diante deste grave cenário, o presidente do SINTESE, professor Roberto Silva, entrou em contato com o diretor do DRH, da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Jorge Costa, para cobrar a imediata resolução do problema

O SINTESE solicitou que o pagamento da GATI aos professores e professoras que passaram a exercer suas funções nas unidades de ensino de Tempo Integral no ano letivo de 2022 fosse imediatamente regularizado e feito no mês de maio.  

O diretor do DRH garantiu ao presidente do SINTESE que o pagamento será feito ainda no mês de maio, conforme solicitado pelo Sindicato.

“É um direito do professor que está em tempo integral, não há o que se discutir. Esperamos que de fato a Seduc, por meio do DRH, resolva este problema ainda em maio. Não é admissível que em um cenário de tamanho empobrecimento do magistério, professores e professoras ainda tenha que passar por tal situação. Vamos seguir defendo o direito dos professores e professoras e cobrando da Seduc sua responsabilidade”, afirma o presidente do SINTESE, professor Roberto Silva.