Sindipema: Repúdio a todo e qualquer desrespeito à atividade sindical e às mulheres vítimas de violência doméstica

181

No último dia 1º, em Sessão Plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), o deputado estadual Rodrigo Valadares (União Brasil) atentou contra o movimento sindical em uma fala que desrespeitou não somente as/os sindicalistas, mas também todas as mulheres, em especial aquelas que são vítimas de violência doméstica.

Em seu discurso, o parlamentar afirmou que o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Sergipe (Sintese) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) pareciam “aquela mulher que apanha do marido e não consegue largar”, numa tentativa de desqualificar a atuação das entidades contra os ataques que a carreira do Magistério Público Estadual vem sofrendo, frente à fantasiosa teoria de que os governos de Jackson Barreto (MDB) e Belivaldo Chagas (PSD) seriam de esquerda. É de conhecimento público que ambos lideraram governos que atacaram frontalmente os direitos das/os trabalhadoras/es, uma característica diametralmente oposta àquela defendida historicamente pelos partidos de esquerda no Brasil e no mundo.

O Sindipema repudia veementemente a declaração do deputado. Em primeiro lugar porque desrespeita as milhares de mulheres que sofrem com a violência doméstica no Brasil, que sofrem não por opção, mas pela própria natureza do abuso, que retira a autonomia sobre suas próprias decisões. Em segundo lugar, a declaração reproduz uma forma rasa de fazer política, que ignora as questões importantes da nossa sociedade e preocupa-se apenas com a polêmica, com objetivo de render engajamento e likes nas redes sociais, deixando de lado os reais problemas do estado. Uma breve visita ao seu perfil do Instagram é o suficiente para verificar que o parlamentar gasta pouco ou quase nada do seu tempo e recursos, que são pagos pela população, para realizar ações que beneficiam Sergipe.

Por fim, o Sindipema presta toda solidariedade às mulheres vítimas de violência doméstica. Prestamos apoio também ao Sintese e à CUT, entidades que há décadas apoiam e organizam o movimento das/os trabalhadoras/es, não somente em Sergipe, como em todo país, conquistando direitos e combatendo retrocessos.

Por um Sindipema forte e comprometido com a Luta Coletiva